segunda-feira, setembro 30, 2019

Diário de um mestrando - 20° mês

05.09.19 quinta-feira

Entreguei uma cópia da dissertação para o sujeito de pesquisa olhar. MC Frank D'Cristo me pediu três semanas para ler com calma o trabalho e emitir suas opiniões. Damos assim início a mais uma etapa do trabalho, conforme a metodologia prevista. 

08.09.19 sábado

Há 30 anos, no meio do processo da redemocratização, em um dia como hoje, nasceu a Universidade Federal de Roraima, conhecida carinhosamente por UFRR ou apenas "A Federal".




Ando pelos seus corredores desde 1993, 1994, como voluntário em projetos de alfabetização, aluno de cursos de extensão, discente de Jornalismo e Sociologia, funcionário concursado e mestrando em Letras.

Aqui tive amores, fiz desafetos, encontrei conhecimento, organizei meus primeiros eventos culturais, aprendi muito sobre vários temas, me fiz gente e encontrei meu rumo profissional.

Vi a UFRR crescer, tanto na quantidade de prédios como na diversidade de cursos de graduação, especialização, mestrados e doutorados.

De portas abertas para os povos indígenas, para a população de baixa renda, para os alunos das escolas publicas e para os migrantes brasileiros e estrangeiros, a UFRR, com todos os defeitos que pode ter, é a instituição responsável pela expansão dos horizontes de muita gente (menos os daqueles que são muito tapados e acham que formar -se na universidade pública é só entrar na sala, aprovar a disciplina, pegar o canudo e, formados já, apoiar ações políticas que visam justamente acabar com tudo o que usufruíram ...mas enfim, né?).

Viva a UFRR, viva a educação pública superior gratuita, viva a diversidade e que venham outras dezenas de anos dessa forma.

12.09.19  quinta

Dia de ir ver arte e cultura na UFRR. Hoje tem comemoração dos 30 anos e a a poeta-patroa Zanny Adairalba vai receber um certificado de honra ao mérito pela sua contribuição à cultura local. Além disso, vão interpretar uma música dela no espetáculo Mulheres Roraimando.







13.09.19 sexta


Terminei e mandei um artigo para avaliação da comissão editorial do e-book "Relações identitárias e intertextuais", que deve ser lançado ainda este ano pelos professores Tatiane Capaverde e Eduardo Amaro. Tomara que seja escolhido e fortaleça o Lattes. 

Enquanto o MC Frank D'Cristo não me devolve o trabalho, vou ocupando meu tempo: fui a um abrigo de migrantes falar poesia com os poeta Elimacuxi Vitor de Araújo e Lindomar Bach. Mais detalhes escrevi no blog do Coletivo Caimbé.  






17.09.19 terça

Teve uma mostra das produções acadêmicas do PPGL. Os alunos veteranos (e alguns egressos) e os professores do Programa de Pós-graduação em Letras da UFRR falaram sobre suas pesquisas para os novatos. Eu também fui e até fiz uma arte com a fotinha que fizeram de mim. 

Só bochecha

Mais um ângulo das bochecas


Colega Vanessa Brandão

Colega Juscelino Raposo

Professor Fábio de Carvalho


Colega egressa Marcela Ulhoa

Professor Roberto Mibielli

Colega Carolina Barreto

20.09.19 sexta

Estive na escola estadual Maria das Neves Resende para conversar com os alunos. Falei de mim, de minha distante juventude, de literatura, de vida em geral. E também assisti a duas esquetes que a turma montou baseando-se em contos de minha autoria. Vamos ocupando com arte os dias enquanto não tenho o retorno do MC Frank. 



23.09.19 segunda

MC Frank D'Cristo fez a devolutiva do trabalho. Leu o que deu e disse que gostou do que viu. Até brincou dizendo que sei mais sobre ele do que ele mesmo. Vamos agora acrescentar algumas partes teóricas das quais senti falta em algum momento desses últimos dias. 


27.09.19 sexta

Inscrevi uma proposta no III Seminário de Estudos Linguísticos e Literários do PET Letras da UFRR. Vamos ver se rola uma comunicação oral. 




####################


Obrigado pela leitura da 19a edição do Diário de um Mestrando.
Para ler as anteriores, basta clicar AQUI. Abraços.


Nenhum comentário: